BLOG DA YUNA

Fique por dentro de todas as novidades!

23 / jan / 2024

Projeto “Mãos à Horta” cultiva renovação através da natureza

Atividades manuais e a natureza são aliadas na transição de cuidados

 

Sentir aromas, tocar na terra, respirar o ar puro…. A iniciativa “Mãos à Horta”  da YUNA é muito mais do que uma simples atividade terapêutica, é um convite para reconectar-se com a natureza, ressignificar o processo de reabilitação e de cuidados paliativos.

 

Conduzidos pelas mãos da terapeuta ocupacional (TO), Mariana Paculdino Neves, e a psicóloga, Gracy Kelly da Silva Oliveira, ambas da YUNA, você confere agora uma jornada terapêutica que vai além das palavras e dos tratamentos convencionais.

 

Para Grace, a horta terapêutica é um verdadeiro respiro para os pacientes, que muitas vezes passam longos períodos afastados de seus lares. É um momento de conexão com o meio ambiente, com a natureza que os cerca, mas também com suas próprias questões internas. É um momento de elaboração, de se desconectar do processo clínico e encontrar um espaço para se reconhecer, para falar sobre si e expressar seus sentimentos.

 

Mariana complementa que a horta terapêutica vai além do contato com a natureza. Ela proporciona melhorias na ansiedade, nos padrões funcionais e na condição emocional e psíquica dos pacientes. Além disso, é uma oportunidade de observar e aprender com o outro, seja ele semelhante ou diferente. É um treino para habilidades motoras finas e grossas, um estímulo cognitivo que vai além do aspecto físico. É um convite para se sentir pertencente, para exercer o protagonismo e encontrar um lugar especial dentro da rotina hospitalar.

 

No projeto “Mãos à Horta”, as sementes plantadas vão além do solo fértil. Elas carregam consigo simbolismos profundos, representando a renovação, a superação e a aceitação das limitações. Assim como a semente precisa morrer para que o fruto germine, os pacientes são convidados a refletir sobre suas próprias condições anteriores e a se adaptarem a uma nova rotina, encontrando novos significados e possibilidades.

 

Conclusão: O projeto “Mãos à Horta” é um oásis de esperança e renovação em meio ao ambiente hospitalar. Através do contato com a natureza, da ressignificação do processo de adoecimento e do cultivo de plantas, os pacientes encontram um refúgio para suas emoções, uma oportunidade de crescimento e uma conexão com algo maior do que eles mesmos. O projeto vai além das palavras, das terapias convencionais e dos tratamentos médicos, oferecendo um caminho de cura que floresce através das mãos habilidosas de Grace, Mariana e de cada paciente que se entrega a essa jornada terapêutica. No “Mãos à Horta”, a natureza se torna uma aliada na busca pelo bem-estar físico, emocional e espiritual, mostrando que, mesmo em meio às limitações, é possível encontrar beleza, esperança e renovação.